Author Image
facebook

Curta na Praça Comunidades

Realizado desde 2008, durante cinco anos consecutivos visitou as localidades do Complexo da Maré,  Complexo do Alemão, Cidade de Deus, Del Castilho, entre outras comunidades violentas, do entorno da Linha Amarela. Surgiu do desejo de levar as famílias às praças públicas e espaços de grande circulação, para conhecer o Brasil através da recente produção de filmes brasileiros de curta metragem dos gêneros documentário, animação e ficção. Resgatar os programas em família e a ocupação dos espaços públicos com atividades culturais. As sessões acontecem aos sábados e domingos, as 18:30 e 20:30, com exibição de filmes de censura livre, e distribuição de combo refrigerante/ pipoca. Após as sessões votação e bate papo com  distribuição de brindes. Contratação de mão de obra local para auxiliar na montagem e divulgação do evento. Apresentou 165 sessões, levando para o cinema 39.365 espectadores, entre 2008 e 2012.

2008 – ENTORNO DA LINHA AMARELA

Projeto de exibição de curtas-metragens em comunidades carentes do entorno da Linha Amarela

Formato normalmente restrito ao circuito alternativo de cinema, o curta-metragem  virou programa de fim de semana de bairros da Zona Norte e comunidades carentes do Rio. Batizado ‘Curta na Praça’, o projeto sócio-cultural idealizado pela produtora de cinema Juliana Teixeira, da Nova Bossa Produções Artísticas, exibiu, nos fins de semana entre os dias 7 de junho e 11 de julho, 10 curtas em cinco comunidades localizadas no entorno da Linha Amarela. O projeto, patrocinado pela LAMSA, concessionária que administra a Linha Amarela, tem o objetivo de democratizar o cinema brasileiro e resgatar os programas feitos em família.

“O formato do curta nos possibilita mostrar a diversidade do que é produzido no país: em uma hora e meia, tempo de um longa-metragem, conseguimos exibir, em média, cinco curtas. É um formato bem representativo da cinematografia brasileira”, observa Juliana.

A idéia de produzir um projeto social voltado para os curtas-metragens surgiu em 2001, quando Juliana produziu seu primeiro curta, ‘A Breve História de Cândido Sampaio’. “Participei de vários festivais pelo Brasil e me tornei uma apreciadora do formato. Há três anos venho tentando realizar esse projeto”, diz Juliana.

Os filmes foram escolhidos com cuidado pela produtora. Cenas de violência e sexo, por exemplo, estarão de fora das exibições. “A ideia é que o ‘Curta na Praça’ seja um programa família, por isso, decidimos por um tom mais leve. Procuramos histórias que retratem o público, que mostrem o cotidiano dessas pessoas, para que elas se identifiquem e saiam das exibições levando os filmes como referência para as suas vidas”, explica a produtora.

O ‘Curta na Praça’ passou pelas comunidades da Vila do João, Cidade de Deus, Água Santa e em dois pontos do bairro de Del Castilho – na comunidade Águia de Ouro e no estacionamento do Shopping Nova América. Foram duas sessões em cada local – a primeira às 18h e a segunda a partir das 19h30. Com entrada gratuita, os espectadores ganharam um combo, com pipoca e refrigerante. Também foram realizados debates com atores e diretores depois de cada exibição, que reuniu 500 pessoas.

Programação abrangeu produções de diversos estados do Brasil

A equipe da Nova Bossa assistiu a uma média 100 curtas para selecionar a programação. Foram duas sessões com programações fixas, porém diferentes. A primeira foi formada por três curtas produzidos no Rio: ‘Picolé, Pintinho e Pipa’, produzido pelo Nós do Morro, do Vidigal; ‘A Breve História de Cândido Sampaio’, produzido pela própria Juliana; ‘O Cabeça de Copacabana’, de Rosane Svartman; além do super-premiado documentário ‘Mauro Shampoo- Jogador, Cabeleireiro e Homem’, feito em Pernambuco por Leonardo Cunha Lima e Paulo Henrique Fontenelle. Para a segunda sessão foram programados curtas produzidos em outras partes do Brasil.

Projeto também foi levado para estudantes da rede municipal.

Paralelamente às exibições nas praças, o projeto de curtas foi levado a quatro escolas municipais, todas localizadas no entorno da Linha Amarela (Escola Municipal Honório Gurgel, em Honório Gurgel; Escola Municipal Isabel Bivar, em Pilares; Escola Municipal Patrice Lumumba, em Del Castilho; e Escola Municipal Operário Vicente Mariano, em Inhaúma). Para os estudantes, foram selecionados cinco curtas, todos voltados para a faixa etária entre 4 e 20 anos. Mais de três mil alunos assistiram aos filmes.

Seleção de Filmes

Picolé, Pintinho e Pipa - Direção de Gustavo Melo

A Breve Estória de Candido Sampaio - Direção de Pedro Carvana

O Cabeça de Copacabana - Direção de Rosane Svartman

Truques, Xaropes, e outros Artigos de Confiança - Direção de Eduardo Goldenstein

Som da Rua Caju e Castanha - Direção de Roberto Berliner

O Orgulho da Maré - Direção de Vanderson Alves Feitosa

Jaqueirão do Zeca - Direção de Denise Moraes e Ricardo Bravo

Mauro Shampoo Jogador, Cabeleireiro e Homem - Direção de Leonardo Cunha Lima, Paulo Henrique Fontenelle

Meow - Direção de Marcos Magalhães

Lalá, a menina do cabelo cor de cenoura - Direção de Layana Thomaz

Historietas Assombradas (para crianças malcriadas) - Direção de Victor Hugo Borges

Minhocas - Direção de Paolo Conti

6.675 Beneficiados em 43 Exibições 

Cronograma de Apresentações
Beneficiados 3.550 Espectadores em 17 Sessões

6, 7 e 8 Junho - SHOPPING NOVA AMÉRICA
500 espectadores

14 Junho - CIDADE DE DEUS
400 espectadores

21 Junho - VILA DO JOÃO
1.200 espectadores

28 Junho - PRAÇA VIOLETA
450 espectadores

5 e 6 Julho - ÁGUIA DE OURO
800 espectadores

11 Julho - CALOUSTE
200 espectadores

Beneficiados 3.125 Alunos da rede pública em 26 Sessões

10 Junho - E.M. HONÓRIO GURGEL
300 espectadores

12 Junho - E.M. ISABEL BIVAR
610 espectadores

17 e 18 Junho - E.M. OPERÁRIO VICENTE MARIANO
2015 espectadores

19 Junho - E.M. PATRICE LUMUMBA
200 espectadores
Ficha Técnica
Idealização e Coordenação de Produção - Juliana Teixeira
Produção Executiva e Administração - Acacio Velloso
Produção - Leo Braga e Shirley Cruz
Animador Cultural - Shirley Cruz e Juliana Teixeira
Assessoria de Imprensa - Primeira Linha Comunicações
Fotógrafo Still - Ana Rodrigues e Daniel Chiacos
Equipe de Filmagem - Paulinho Sacramento e Raquel Glandra
Programação Visual - Eduardo Damm
Equipe de Divulgação - Alunos do Projeto Caminho da Cultura – Água Santa
Iluminação - Mauricio Cardoso
Cenografia - Alberto de Avyz
Autoração DVD - Youle
Secretária - Leticia Mota
Equipe de Projeção e Sonorização - Projecine
Realização - Nova Bossa Produções Culturais