Author Image
facebook

Circuito Cine Curta

Circuito Cine Curta, em 2016, em sua 7ª edição. Fruto do Curta na Praça, desde sua estreia em 2010, realizou 606 sessões de cinema, levando para 71.792 alunos da rede pública, filmes brasileiros de curta metragem com cunho pedagógico, dos gêneros animação, ficção e documentário, divididos em 4 programas, Educação Infantil, Fundamental I, II e Ensino Médio. Utilizando o cinema como ferramenta dentro da escola, propõe desdobramentos em sala de aula. Distribuição de apostilas pedagógicas, desenvolvidas com o objetivo de apontar caminhos para utilização nas diversas disciplinas do currículo formal, gerando sinergia entre os temas exibidos. Após as exibições votação para escolha da melhor obra e debate com distribuição de kit educação, camiseta, boné e pendrive. Premiação para os trabalhos e as 3 instituições mais criativas e participativas. Parceira das Secretarias de Educação do Estado e Município do Rio de Janeiro.

CIRCUITO CINE CURTA 2011

Circuito Cine Curta quer formar cidadãos e platéias em escolas públicas do Rio.

Pela segunda vez no ensino público do Rio, as secretarias de Educação do Estado e do Município do Rio de Janeiro, em parceria com a iniciativa privada, selecionaram dez escolas que são referência e formam professores, com cerca de oito mil alunos, para aplicar um projeto de reforço escolar que une cinema e pedagogia – Circuito Cine Curta. Desde 26 de outubro e até o final de novembro, o Circuito Cine Curta, uma iniciativa da produtora cultural Juliana Teixeira, vai levar o que foi produzido de melhor em curtas metragens – animação, ficção e documentário – para essas escolas da rede pública localizadas em vários bairros das zonas norte e sul do Rio de Janeiro, contemplando alunos em diferentes faixas de idade, que vão dos 03 aos 20 anos.

São 16 filmes ganhadores de diversos prêmios no Brasil e no exterior que serão exibidos em dez escolas, mostrando um pouco da cultura e história do Brasil com entretenimento, jogos e premiação.

São vários os destaques do projeto. A alta qualidade do material cinematográfico exibido é um deles. São filmes em diferentes linguagens produzidos no Brasil e premiados nos maiores festivais, contemplando nossas diferentes culturas regionais. É uma oportunidade única oferecida aos estudantes de conhecer melhor o país, sua gente e, muitas vezes, a si mesmo. O objetivo é utilizar o cinema como ferramenta pedagógica, fazendo com que os alunos tenham maior facilidade de assimilação de conhecimento e melhorando seu rendimento também nas disciplinas tradicionais. Para isso, foram escolhidos filmes premiados, como “Imagine uma menina com cabelos de Brasil”, produzido por Alexandre Bersot, e grande vencedor do “Premio de Júri Popular no Festival Anima Mundi SP 2010”. Além dele, os alunos terão a chance de ver o documentário “Mauro Shampoo: Jogador, Cabeleireiro e Homem”, filme que soma em seu currículo mais de 15 prêmios, entre eles o prestigiado prêmio de Melhor Curta no ABC – Academia Brasileira de Cinematografia 2006 e Melhor Curta – Júri Popular no Festival do Rio, também em 2006 e “O Anão que Virou Gigante”, 3° colocado no festival Anima Mundi 2010.

O processo pedagógico

Os filmes serão apresentados nos auditórios das escolas e, ao fim de cada sessão, haverá um debate com os alunos, onde serão distribuídos apostila (programas I- IV, elaboradas especificamente para cada faixa etária) e um “kit educação” aos alunos, composto por lápis, caneta, caderno, borracha, apontador e pasta. Aos alunos é proposto que desenvolvam trabalhos com suas impressões sobre os filmes, através de livre criação, estimuladas e acompanhadas por duas pedagogas, indicadas pelas Secretarias de Educação. O processo se dará em etapas que incluem a apresentação dos filmes, debate e votação dos alunos para eleger os filmes que mais agradaram. Posteriormente, as crianças e adolescentes trabalharão em conjunto com os professores de todas as disciplinas tradicionais, em cima de material específico, as apostilas, desenvolvidas dentro do parâmetro curricular federal, um fato inédito no município e que certamente trará desdobramentos profundos na vida acadêmica dos alunos, além de também ser um marco para valorização da educação e desenvolvimento da cidadania. Ao final do projeto, em novembro, os melhores trabalhos e escolas pela criatividade e envolvimento serão premiados com troféus para os três primeiros lugares, além de ganharem curtas para seus acervos que também serão exibidos nas escolas.

O projeto é idealizado pela atriz e produtora cultural Juliana Teixeira, que ao perceber a carência audiovisual, especificamente a cinematográfica de determinadas regiões da cidade, resolveu buscar apoio para levar o cinema num primeiro momento às praças públicas de regiões carentes (Projeto Curta na Praça, de 2008) e, agora, às escolas. O projeto tem o apoio do Metrô Rio – Instituto Invepar, com o objetivo de incentivar a formação de novos públicos, com capacidade crítica.

Cronograma de Apresentações
Dia 26 de Outubro - C.E. Pedro Alvares Cabral - Copacabana
Dia 27 de Outubro - E.M. Pres. Arthur da Costa e Silva - Botafogo
Dia 31 de Outubro - E.M. Andrea Fonte Peixoto - Pavuna
Dia 03 de Novembro - E.M. Roma - Copacabana
Dia 11 de Novembro - C.E. Infante Dom Henrique - Copacabana
Dia 04 de Novembro - E.M. Virgílio Francisco - Coelho Neto
Dia 7 de Novembro - CIEP Dr. Adão Pereira Nunes - Irajá
Dia 9 de Novembro - C.E. Ignácio de Azevedo Amaral - Jardim Botânico
DIa 10 de Novembro - C.E. André Maurois - Leblon
Ficha Técnica
Idealização e Produção - Juliana Teixeira
Diretor de Produção - Acacio Velloso
Produtora Executiva - Bianca Fero
Coordenadora Pedagógica - Alessandra Mattos
Pedagoga - Maria de Fátima Stipursky
Assessoria de Imprensa - JLS Comunicação
Fotógrafo - Celso Pereira
Design Gráfico - Anderson Jesus e Eduardo Damm
Realização - Nova Bossa Produções