Author Image
facebook

Passageiro do Futuro

Implantado pela primeira vez em 2001 em Bangu, está há 15 anos, em sua 19a edição, oferecendo oficinas de artes cênicas capacitando jovens técnicos em sonorização, iluminação, figurino, cenário, caracterização, interpretação e preparação corporal e vocal. Em geral alunos da rede pública, entre 14 e 21 anos. Com formato itinerante, permanece ao menos 2 anos em cada comunidade, já atuou em Vila Aliança (Bangu), Vila Kennedy (Bangu), Água Santa, Del Castilho, Rio das Pedras, Andaraí, Engenho de Dentro e há três anos ocupa em parceria com o Sesi/ Firjan o prédio do Cemasi na Ladeira dos Tabajaras (Copacabana). Inúmeros Passageiros estão atuando no mercado do entretenimento, na música, no teatro, na televisão, na moda, entre outros segmentos. Mais de 53 comunidades visitadas com a circulação dos espetáculos, em um total de 190 apresentações, já beneficiamos aproximadamente 67.670 pessoas e 1.400 jovens foram atendidos diretamente em quinze anos de projeto.

O Auto da Compadecida (2015)

Em sua 18ª edição, projeto de formação profissional de jovens em oficinas de artes cênicas é realizado na comunidade do Caju. Alunos vão encenar ‘O auto da Compadecida’, de Ariano Suassuna.

 

Em 14 anos, o Passageiro do Futuro levou a 25 bairros a capacitação de adolescentes de 14 a 21 anos para as diversas funções técnicas no teatro: sonorização, iluminação, caracterização (maquiagem), figurino, corpo e voz, cenário, além de interpretação.

 

JÁ FORAM ATENDIDOS 1.380 JOVENS EM 43 COMUNIDADES, ESTABELECENDO NÚCLEOS DE CRIAÇÃO QUE BENEFICIAM AS COMUNIDADES COMO UM TODO

Era 2001 e uma odisseia começava para a atriz e produtora Juliana Teixeira. Baiana radicada no Rio de Janeiro, integrava o elenco de Tudo no Escuro, peça de Peter Shaffer. “Ali tudo dependia de iluminação e começamos a ter dificuldades em conseguir técnicos para a turnê”. Foi o gatilho para por em prática um desejo de levar o teatro e suas oportunidades artísticas e profissionais às comunidades mais carentes – e também de atender, em alguma medida, a essa carência de mão de obra no teatro profissional. O projeto Passageiro do Futuro ali começava uma trajetória – que completa 14 anos-, e veio cumprir essa missão.

Nesta primeira edição no Caju, o Passageiro do Futuro abriga cerca de 60 jovens, vindos de 09 escolas em 05 diferentes bairros. “São alunos em sua maior parte residentes do Caju, que estudam em unidades escolares de outros bairros”, ressalta Juliana, que por diversos anos fez rotas complicadas pela geografia da cidade, indo de um projeto a outro (veja, no final, o leque de projetos artísticos e sociais da Nova Bossa) e, muitas vezes, em edições simultâneas do Passageiro do Futuro. “Apesar da melhora na difusão cultural, o teatro e as artes de modo geral, ainda são uma realidade distante para a maioria, como percebemos pelos depoimentos dos alunos e responsáveis”.

Este ano, os alunos vão encenar em janeiro o espetáculo ‘O auto da Compadecida’, de Ariano Suassuna, com direção de Mônica Alvarenga.

A trama narra as confusões encabeçadas por Chicó e João Grilo, que tentam convencer o padre a benzer o cachorro de sua patroa, a mulher do padeiro. Como o padre se nega a benzer e o cachorro morre, o padeiro e sua esposa exigem que o padre faça o enterro do animal. “Com este espetáculo conseguimos discutir, ao mesmo tempo, questões políticas, sociais e religiosas de uma forma lúdica”, avalia a diretora. “Nosso objetivo aqui é revelar não só as potências individuais, mas ampliar a capacidade reflexão desses jovens sobre os mais diversos temas.”

Na edição 2015, os alunos tiveram aula com Adriana Seifert (Corpo e Voz), Mônica Alvarenga (interpretação), Nívea Faso (figurino), Leandro Ribeiro (Cenário), Cláudia Carvalho (caracterização teatral) e Chiquinho Rota (sonorização).

Cronograma de Apresentações
Dias 14 e 15/01 (5ª e 6ª feiras), às 15h
Auditório da Vila Olímpica Mané Garrincha do Caju
Rua Carlos Seixas, s/n. Caju

Dias 18 e 19/01 (2ª e 3ª feiras), às 15h
Salão da Casa São Luiz
Rua General Gurjão, 533 - Caju

Dia 20/01 (4ª feira), às 15h
Teatro do Tijuca Tênis Clube
Rua Conde de Bonfim, 45. Tijuca

Dia 21/01 (5ª feira), às 15h
Salão do Centro de Referência de Assistência Social/CRAS
Rua Gal. Sampaio, 74 - ponto final do 906 - Caju

Dia 23/01 (sábado), às15h
Teatro da Biblioteca Parque
Av. Pres. Vargas, 1261 - Centro

Dias 25 e 26/01 (2ª e 3ª feiras), às 15h
Salão do Gol de Letra Caju
Rua Carlos Seidl,1141. Caju
Ficha Técnica
Coordenação - Juliana Teixeira
Produção executiva - Clarice Rito e Wagner Uchoa
Assistentes de produção - Dayana Lima, Helio Velloso e Marcelo Sousa
Assistente social - Maria Ignez Lopes
Profª Interpretação - Mônica Alvarenga
Profª Corpo e Voz - Adriana Seiffert
Profª Figurino - Nivea Faso
Profº Cenário - Leandro Ribeiro
Profª Maquiagem - Cláudia Carvalho
Profº Sonorização - Chico Rota
Assessoria de Imprensa - Luciana Medeiros e Rachel Almeida
Fotógrafa - Andrea Nestrea
Programação Visual - Patricia Gerstner
Iluminação - Luiz Oliva
Administração - Rodrigo Gerstner
Realização - Nova Bossa Produções Culturais